Workshop de Iniciação à Macrobiótica

Como tenho tido cada vez mais pedidos neste sentido, decidi lançar um novo Workshop, desta vez mais aprofundado. Isto porque a Macrobiótica não é só cozinhar, longe disso… É muito mais abrangente! Assim, esta será a primeira edição de uma pequena formação de 12 horas que irá abordar de forma integral várias áreas de extrema importância para a saúde de cada um de nós e mudança de estilo de vida.

Workshops* Programa: – Introdução à Filosofia Macrobiótica e à sua aplicação prática (2 hrs); – Cozinha Básica Macrobiótica: preparação e degustação de refeições (5 hrs); – Usar a Cozinha como farmácia: Remédios Caseiros Naturais (2,5 hrs); – Auto-cura: Tratamentos Caseiros (Introdução ao Do-In e à Moxabustão) (2,5 hrs).

* No final desta formação, cada participante deverá ter adquirido as bases necessárias para compreender e aplicar a Macrobiótica no seu dia-a-dia, tendo em vista a saúde, felicidade, bem-estar e evolução interior, sendo assim capaz de:
- Preparar refeições equilibradas, simples, mas saborosas, adaptando-as à sua condição/saúde e família;
- Curar-se e aliviar sintomas através da preparação de remédios caseiros e aplicação de tratamentos naturais.

Material necessário: Roupa confortável, caneta e bloco de notas.

* A formação é limitada a 4 pessoas! Inscrições e mais informações para macro.diana@gmail.com

22 e 29 junho | 10:30 – 16:30 | Contribuição €95 | Lisboa (Ajuda)

♪ Hi Fu Mi Yo I Mu Na Ya Ko To Mo Chi Ro ♫

Como emagrecer de forma saudável

Principalmente nesta época do ano há mesmo muita gente a querer emagrecer, a começar dietas, para se preparar para o verão. O que é bom. Se for feito em consciência, em prol da saúde e não apenas pela aparência, nem só nesta época. O corpo é o nosso veículo e é um reflexo do nosso interior e saúde. Nesse sentido encontrei este texto que considero muito interessante do Francisco Varatojo. É um pouco longo, mas vale a pena ler. Começa por uma abordagem ao problema, continua com a constatação de alguns erros e termina com algumas sugestões e receitas úteis.

a2f4de0a3b572012efa5480b562b2800

“Emagrecer é relativamente fácil, mas no entanto milhares de pessoas em Portugal gastam dezenas ou centenas de euros todos os anos na tentativa de perder uns quilos extra, na maioria das vezes sem grande sucesso. Ou quando o conseguem, os indesejados quilogramas adicionais voltam a aparecer uns meses depois ou a pessoa mantém-se magra à custa duma nutrição deficiente criando nalguns casos um estado de subnutrição crítico.

Porque é que para algumas pessoas é tão difícil emagrecer e após o conseguirem não conseguem manter o peso desejado? A resposta não é simples uma vez que cada indivíduo tem características únicas e vive em meios diferentes. Existem no entanto factores comuns a todas as pessoas que vale a pena averiguar. Algumas das considerações que eu penso serem particularmente importantes são:

  1. O tipo de alimentação e modo de vida durante os primeiros anos de vida. Aquilo que comemos durante os primeiro anos de vida, criam aquilo a que se pode chamar a nossa moldura básica. Crianças que durante a infância são alimentadas com alimentos muito ricos e cujos pais têm a ideia de que a gordura é sinónimo de saúde, desenvolvem tendência para a obesidade, problema esse que se torna bastante difícil, mas não impossível, de resolver, pois o indivíduo adquire como que uma constituição básica com predisposição para a acumulação de gordura.
  2. Um metabolismo mais rápido ou mais lento também influi bastante na capacidade que cada um tem de metabolizar melhor ou pior os alimentos. Esse metabolismo está intimamente ligado ás funções da glândula tiróide, e daí o uso e abuso de medicamentos à base de tiroxina como uma forma de perder peso. É necessário acrescentar que esses medicamentos apesar de ajudarem a emagrecer criam efeitos secundários relativamente graves e não devem, na minha opinião, ser utilizados por aqueles que querem perder peso de uma forma natural.
  3. A alimentação diária é provavelmente o factor mais determinante na obtenção de um corpo esbelto e funcional. Segundo a maioria dos nutricionistas aumentamos ou diminuímos de peso de acordo com a quantidade de calorias que ingerimos diariamente. Existem no entanto pessoas que comem uma quantidade muito grande de calorias e que não engordam e outras que comem muito poucas calorias e que engordam, ou constroem tecido adiposo apenas em algumas áreas específicas do corpo.

De acordo com os mais recentes estudos nutricionais, parece ser mais importante o tipo de alimentos que ingerimos do que propriamente a quantidade de calorias. No “China Study Project”, o maior estudo nutricional até hoje realizado, médicos nutricionistas descobriram que a população chinesa come uma grande quantidade de calorias (quantidade essas que segundo os padrões vigentes tomaria obesas a maioria das pessoas) sem que haja um grande número de pessoas gordas entre os chineses. Na realidade, o contrário é verdade: a maioria dos chineses são magros.

O que parece ser mais importante é o tipo de alimentação que este povo ingere. Um regime alimentar com um grande aporte calórico, mas baseada em cereais, vegetais, frutos e poucos produtos animais ajuda as pessoas a manterem-se bem alimentadas sem aumentarem de peso.

Se constatarmos a alimentação dos macrobióticos e vegetarianos podemos também observar que estas pessoas comem grandes quantidades de comida sem que no entanto se encontrem muitos gordos.

Um ponto importante mas geralmente descorado é a forma como os diferentes alimentos produzem gordura em diferentes zonas do corpo:

* Se tem tendência a acumular gordura na zona das ancas, a área do corpo onde é mais difícil emagrecer, então o problema principal da sua alimentação é provavelmente o consumo excessivo de queijo e ovos.

* Se nas nádegas, a causa principal é o consumo excessivo de carne vermelha.

* Se na parte superior do corpo (zona do peito e nas senhoras os seios), leite, iogurte, manteiga, óleos vegetais são factores determinantes.

Assim, não só o número de calorias pode não ser o mais importante, como o tipo de alimentos que ingerimos tem tendência a criar gordura em determinadas áreas específicas.

  1. Uma má condição da pele também contribui para um aumento excessivo de peso. Se a sua pele for demasiado seca ou oleosa, o organismo perde a capacidade de eliminar excessos através deste órgão excretório, o maior do corpo. Não só se toma fácil aumentar de peso, como os órgãos internos ficam sobrecarregados com excesso de produtos tóxicos para eliminar.
  2. Claro, que o estado da pele depende também do tipo de alimentos ingeridos assim como de factores ambientais.

Vida sedentária, sem suficiente actividade física contribui seriamente para o problema. Quantos de nós chegamos ao fim do dia extenuados sem na realidade termos tido uma boa actividade física? Usamos os transportes públicos ou o automóvel para às vezes percorrermos distancias curtíssimas, elevadores em vez de escadas para subir um piso e quando temos tempo para fazer a energia do corpo circular refastelamos-nos no sofá a ver um vídeo.

Outros factores como a exposição a situações de grande stress, podem nalgumas pessoas criar a tendência para aumentar de peso ou, ao contrário, emagrecer excessivamente.

Tendo em consideração todos estes factores, tente seguir as seguintes sugestões se desejar perder algum peso. Considere também que o excesso de peso tem efeitos nefastos nas doenças cardiovasculares, diabetes, problemas de coluna e outros.

* Comece a incluir na sua alimentação algas marinhas (se já se está a arrepiar com a ideia, não se assuste. As algas não são mais do que vegetais do oceano. Comer algas é quase o mesmo que comer brócolos que são cultivados no mar). As algas são excelentes para normalizar as funções da tiróide e ajudam, se ingeridos em quantidade moderada, quer a perder quer a aumentar de peso. Quando bem preparadas são também deliciosas. Particularmente boa para perder peso é um tipo de alga chamada Kombu, que pode encontrar à venda em casas de produtos naturais.

* Comece a incluir na sua alimentação cereais integrais, vegetais, leguminosas, frutos, sementes e peixe (muito mais saudável do que a carne vermelha, não criando um traseiro excessivamente grande). Se o local onde tem tendência a desenvolver tecido adiposo são as ancas, então reduza o mais possível o consumo de queijo.

* Todos os dias esfregue todo o corpo com uma toalha quente e húmida até este ficar rosado. Se tem um problema sério de excesso de peso, então experimente esfregar o corpo com uma toalha embebida em água quente com gengibre. Estas duas técnicas ajudam a limpar a pele e ao mesmo tempo são excelentes para situações de stress.

* Exercite-se diariamente. Mesmo que não tenha tempo de praticar desporto, pelo menos faça uma caminhada de meia hora todos os dias. Isto não só o ajuda a regularizar o peso como o vai fazer ficar muito mais bem disposto e energético.

* Alimentos como o nabo, o rabanete, o rábano, o cebolinho, a cenoura têm a capacidade de desfazer depósitos de gordura no corpo. Coma-os com frequência. Pode também beber o seguinte chá duas ou três vezes por semana durante um mês:

Chá de cenoura com nabo

Rale 1/4 de chávena de cenoura.
Rale 1/4 de chávena de nabo.
Adicione 1 chávena de água e ferva em chama baixa durante 4 a 5 minutos. No final adicione umas gotas de molho de soja Shoyu ou uma pitada de sal. Beba o líquido e coma os vegetais.

Se seguir todas estas sugestões é muito provável que comece a perder peso. Mais do que isso, provavelmente vai-se sentir melhor do que nunca.” ♥

♪ Hi Fu Mi Yo I Mu Na Ya Ko To Mo Chi Ro ♫

Para além do Ego

O despertar espiritual, a libertação do Ego, a consciência e como atingir este estado, pelo Monge Dada. Um texto muito claro, que vale a pena ler. E interiorizar.

Monge Dada

“Imagina por um momento que estás a associar a tua identificação à do Ego, que é o que o pensas que és – a tua personalidade. O que é que vai acontecer? Repentinamente não tens personalidade. No entanto estás vivo e consciente. Subitamente os pensamentos, sentimentos e emoções associados a quem tu pensas que és desaparecem. Isto é possível?

Tu podes estar em vivo, consciente e activo sem colocares nenhuma etiqueta em ti mesmo. Não tens que ser isto ou aquilo para existires.

É possível acordar da identificação com o Ego. É o chamado despertar espiritual. Deixas de te limitar das mais diversas formas de pensamentos e pontos de vista. A tua consciência estende-se além da forma do corpo e experiências uma espécie de “consciência sem forma” ou então continuas a funcionar como sempre, mas a consciência atinge “um plano mais alto”.

Que ganhas com isto? Por te elevares acima do Ego, elevas-te acima dos problemas. Eles provavelmente estarão lá, terás que lidar com eles e os resolver, mas a tua consciência estará noutra dimensão. Serás mais feliz, calmo e forte. Ganharás paz de espírito.

Elevares-te acima do Ego deixa-te mais livre relativamente a formas limitadas de pensamento. Não ficas preso a desejos menores, mal-entendidos e conflitos e estarás muito mais apto a lidar com o que quer que surja no teu caminho. Mais facilmente te recordarás quem és e que colocar a máscara do Ego não passa de um jogo, uma peça de teatro, e que não és a personagem, mas apenas o actor que actua.

Como se elevar acima do Ego

Todos os dias guarda entre dez a quinze minutos para ficares sozinho e meditares. Senta-te confortavelmente,inspira tranquilamente por alguns instantes e relaxa o teu corpo. Deixa a tua mente seguir os pensamentos que vão surgindo, depois pára-os e pergunta a ti mesmo:

- Serão estes pensamentos e sentimentos uma parte de mim?

- Serão estes pensamentos meus?

- Preciso deles?

- Eles acrescentam algo à minha vida?

- Porque surgem?

- De onde surgem?

- Porque os penso ou sinto?

- Quem os pensa?

- Quem os observa?

Não tentes encontrar soluções mentalmente. Elabora apenas as questões e deixa que as respostas surjam dentro de ti. Não analises as respostas. Deixa-as chegar e fica consciente das mesmas.

Medita desta forma todos os dias, pelo menos uma vez por dia. Depois de te habituares a esta meditação, podes fazer a ti mesmo durante o dia estas perguntas, sempre que tenhas tempo: a caminhar ou quando estás no carro ou transportes públicos.

Enquanto colocas a ti próprio estas questões, presta especial atenção ao estado da tua consciência. Será que estas perguntas te tornam mais consciente? E de que modo? Se continuares haverá uma altura em que um “novo” tipo de consciência irá chegar. Tenta permanecer neste novo estado de consciência e foca-te naquilo de que te recordas.

Isto irá desenvolver um grande silêncio interior. Se conseguires manter este silêncio, irás experimentar a consciência para além do Ego.

Esta é uma forma adaptada da forma como Sri Ramana Maharshi, o grande sábio indiano, ensinou. É o auto-questionário que conduz à realização do Self.

E lembra-te sempre que o perdão é o melhor remédio para todos os fardos que carregas aos ombros e que acabam por se transformar em problemas psicológicos, e que viver com gratidão é uma atitude transformadora.” ♥

♪ Hi Fu Mi Yo I Mu Na Ya Ko To Mo Chi Ro ♫

Caldo de Shoyu com Grão de Bico

Quando estive na Tailândia, aqui há uns anos atrás, fiquei encantada com o facto dos Tailandeses comerem sopa a qualquer hora, em qualquer local. Sempre adorei sopa, por isso pareceu-me maravilhoso… Sabe mesmo bem, quer seja verão, quer seja inverno, uma boa sopa até mesmo ao pequeno-almoço.

Por lá, em qualquer esquina é possível encontrar uma “banquinha” com todo o tipo de sopa (para além de milhares de outros pratos, claro, os Tailandeses são conhecidos por comerem qualquer coisa a qualquer hora). Cheguei mesmo a comer três Sopas Noodles durante apenas uma viagem de camioneta de algumas horas. De cada vez que a camioneta parava, lá ia eu a correr ter com o vendedor mais próximo, pedir uma sopa.

Booth-street-food-stall-in-Thailand_540Ontem resolvi fazer uma sopa à moda Tailandesa, inspirada numa receita do curso que estou a fazer no IMP. Ou seja, basicamente, um Caldo de Shoyu com legumes que é despejado depois por cima da massa (fiz com Soba Noodles) e de outro ingrediente (escolhi Grão de Bico).

Caldo de ShoyuÉ muito simples: Num tacho cozinha-se a Soba; Noutro tacho, o Grão-de-Bico, previamente demolhado, com alga Kombu; À parte, faz-se um caldo com Shoyu, cebola e cenoura (em Kimpira) e alga Wakamé. No final adiciona-se sumo de gengibre. Depois é só colocar a Soba e o Grão de Bico numa tigela e regar com o Caldo. Fica delicioso e pode ser feito com os ingredientes que tiver lá por casa. É perfeito para aproveitar sobras de comida. Itadakimasu! 

♪ Hi Fu Mi Yo I Mu Na Ya Ko To Mo Chi Ro ♫

 

Produtos de Beleza caseiros!

Ontem fiz, como faço todas as semanas, uma Máscara caseira facial de Argila Verde. E isso lembrou-me um texto que escrevi para A Onda da Rita sobre produtos de beleza para o rosto, caseiros, mas que não foi publicado na integra, por ser um pouco extenso. Deixo-o aqui!

A_FACE_MASCARA

Limpar, hidratar e tratar a pele, nutrindo-a profundamente, pode ser muito mais económico do que imaginamos. Como? É simples, utilizando ingredientes caseiros para fazermos os nossos próprios produtos de beleza. 

As máscaras caseiras são exemplo disso: Fáceis de preparar, com um baixo custo e resultados muito positivos. Apenas há que ter em conta o tipo e a idade de cada pele.
Máscara hidratante para pele normal
Ingredientes:
- 1 banana
- 2 colheres de sopa de mel
- 1 colher de sopa de iogurte natural
Preparação: Esmagar a banana, adicionar o mel e o iogurte. Misturar bem.
Aplicação: Aplicar no rosto 1 vez por semana durante 30 minutos. A seguir lavar o rosto.
Máscara para pele mista
Ingredientes:
- 1/2 abacate
- 2 morangos
- 2 colheres de sumo de laranja
Preparação: Bata todos os ingredientes na liquidificadora.
Aplicação: Espalhe sobre o rosto e deixe agir por meia hora. A seguir enxague o rosto.
Mascara para pele oleosa
Ingredientes:
- Argila verde
- Água
Preparação: Coloque o equivalente a 2 colheres de argila verde num recipiente de madeira; Acrescente água mineral ou de nascente; Com um pilão de madeira mexa bem até adquirir uma textura cremosa. Acrescente água se necessário.
Aplicação: Espalhe bem sobre o rosto. Deixe atuar 30 minutos. A seguir enxague o rosto.
Nota: Não convém que a argila entre em contacto com o metal.
As máscaras de beleza devem ser aplicadas numa pele limpa e evitando a zona dos olhos e dos lábios. O cabelo deve estar preso, com uma fita, por exemplo. No final, retira-se com movimentos suaves, com água morna. A seguir a isto aplica-se um bom creme hidratante.
Para além das máscaras de beleza, podemos fazer todo o tipo de outros produtos de beleza em casa, com os nosso próprios ingredientes naturais!
Esfoliante facial
Ingredientes:
- 1 chávena de mel
- 1 chávena de açúcar mascavado
- 4 colheres de sopa de água morna
Preparação: Misture tudo até obter uma mistura homogénea
Aplicação: Massajar todo o rosto com movimentos circulares. No final, lavar o rosto.
O esfoliante deve ser aplicado 1 vez por semana, no rosto limpo.
Tónico facial
Ingredientes:
- 250 grs de pétalas de rosas
- 500 mililitros de água da nascente ou mineral
Preparação: Levar as pétalas a ferver e guardar o liquido ainda quente num frasco.
Aplicação: Aplicar com a ajuda de um algodão em todo o rosto, evitando os olhos e lábios.
O tónico deve ser usado a seguir à limpeza do rosto, para fechar os poros, diariamente  A seguir aplica-se o creme hidratante.
Para um efeito lifting instantâneo, para uma festa por exemplo, também é possível usar ingredientes caseiros:
Lifting 
Ingredientes:
- Chá de camomila gelado
- Clara de 1 ovo.
Aplicação: Passar o Chá de Camomila gelado pelo rosto, com a ajuda de um algodão. De seguida, espalhar a clara do ovo pelo rosto. Aguardar 15 minutos e já está.
A partir dos 20 anos, a rotina de beleza feminina idealmente deverá ser a seguinte: Limpeza, tónico, hidratação do rosto, hidratação dos olhos. Uma vez por semana, deve-se usar um esfoliante e uma máscara facial. Portanto, se conseguirmos usar os nossos próprios produtos, feitos por nós, com ingredientes caseiros e biológicos, estamos a poupar dinheiro, ambiente e saúde. Para além de que é muito mais divertido preparar um produto de beleza do que usar um já comprado! 

♪ Hi Fu Mi Yo I Mu Na Ya Ko To Mo Chi Ro ♫

O Segredo para Ser Feliz!

Imagem11 – Alimentar bons pensamentos e eliminar os juízos de valor, os maus pensamentos as fofocas, as conversas (e atividades) para matar-o-tempo,…;

2 – Seguir o coração, o caminho da paz e nunca zangar-se, aconteça o que acontecer;

3 – Praticar desporto todos os dias e cuidar do veículo corporal (a forma material do Ser);

4 – Comer bem, comida integral, biológica, de forma consciente, não mais do que a necessária todos os dias;

5 – Meditar pelo menos 30 minutos todos os dias;

6 – Dormir bem, deitar cedo e cedo erguer, de preferência com a luz do dia, alongando o corpo logo pela manhã;

7 – Cumprir todas as tarefas que surjam ao longo do dia, mesmo mais aborrecidas, com entusiasmo (ou seja, fazer o que tem de ser feito);

8 – Palavra, pensamento e ação em perfeita harmonia;

9 – Rir, ler, passear na natureza, cantar uma canção alegre, ouvir música boa, calma, tranquila, dar um abraço,… todos os dias;

10 – Vivênciar alegremente a impermanência e a finitude de tudo o que diz respeito à matéria;

11 – Respeitar todos os Seres Vivos e a Natureza, sem alterar o seu curso natural;

12 – Respirar e estar plenamente atento, no aqui e no agora, sem passado, nem futuro;

13 – Não querer mais do que se tem;

14 – Dar aquilo que nos faz falta;

15 – Ser total e completamente justo, reto e imparcial;

16 – Agradecer diariamente por mais esta oportunidade e especialmente agradecer as adversidades que surgem (são oportunidades únicas de nos superarmos a nós mesmos).

Vamos a isto, já, agora, imediatamente?… Começando, de preferência, por aquilo que nos for mais difícil? ♥

♪ Hi Fu Mi Yo I Mu Na Ya Ko To Mo Chi Ro ♫